Poetry

by

Vinhas

O passeio fotográfico ao Alto Douro Vinhateiro, realizado nos dias 24 e 25 de Outubro, teve um bouquet especial. Quando se trata de uma primeira edição (ou segunda, ou terceira, tanto faz) nem sempre é fácil conseguir que todos os aspectos se alinhem para um fim-de-semana em pleno. Estas coisas vivem de uma alquimia especial entre qualidade do alojamento, alimentação, meteorologia e, claro, da beleza e potencialidades fotográficas dos sítios a visitar. E mesmo que estes ingredientes estejam todos presentes na melhor das proporções, há que ter em conta que os participantes – tal como as castas dos melhores vinhos – são muito heterogéneos, e que a inspiração do orientador nem sempre é tão boa como um ano vintage.
Mas se havia qualquer ligeira angústia típica de primeira edição, ela foi destilada em serenidade assim que avistei o esplendor outonal da Quinta de Ervamoira. Robert Louis Stevenson escreveu um dia: wine is bottled poetry. Não conheço sítio melhor do que a Ervamoira para dar corpo a esta frase.

Canon G10, ISO 100 1/100 f8

Um breve aguaceiro serviu de inspiração...

Canon G10, ISO 400 15’’ f2.8

...e pinturas de luz sucederam-se à magia nocturna das gravuras rupestres.

Anúncios

5 Respostas to “Poetry”

  1. Sandra Says:

    Foi mesmo fantástico!
    beijinhos…

  2. Isabel Salazar Says:

    Bem a fotografia da árvore coma chuva no vidro é o máximo Parabésn António
    Beijo da isabel

  3. Pedro Costa Says:

    Os retalhos coloridos das diversas castas espalhados pela Quinta Ervamoira depois de uns minutos de chuva é para não esquecer. Grande momento!

  4. margarida Says:

    … e que outra coisa é o poema
    senão um fósforo brevíssimo entre dilúvios?

    Magnífica colheita! Beijinhos para os quatro.

  5. redonda Says:

    Voltei com mais tempo.
    Todas as fotografias estão absolutamente fantásticas e foi uma óptima ideia começarem com o blog.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: